Professora por escolha, não por circunstância

Atualizado: 20 de Fev de 2020


Sou professora.

Legal! Mas da última vez que a gente se viu, você não disse que estava estudando jornalismo? Ah, sim. Já faz um tempinho isso. Fiz 5 semestres, mas mudei para Letras. Como assim? Passar em jornalismo não foi tão fácil... além do mais, parece ser uma profissão tão boa.. salário, viagens, glamour... De fato. Eu realmente gostei do que eu aprendi. Tive ótimos professores, umas atividades super criativas...mas não achei no curso o que eu mais queria.

Por exemplo?

Então, sempre amei o estudo sobre a linguagem, mas a abordagem do curso era bem restrita. Me sentia cobrada de mais,nunca podia cometer erros de gramática (noção que hoje sei que não ter fundamento), tinha que ter conhecimentos de todos os livros do

mundo, assinar qualquer papel que escrevesse, os deadlines eram curtíssimos...enfim, não me adaptei e quando fiz o curso de Introdução à Linguística com o Dionei minha vida mudou e resolvi estudar Letras. Bom, pelo menos como professora você tem bastante tempo livre.

Nem tanto como eu queria, mas tá valendo.

Mas em geral é uma horinha de aula, você não trabalha o dia todo nem todo dia né?

Na verdade, meu trabalho envolve mais do que a aula em si... tenho que estudar previamente o conteúdo, preparar a aula de acordo com a turma e ainda levo bastante tarefa para corrigir...sem falar que gosto de dar um feedback bem completo para cada atividade.

Mas aí você trabalha em casa... falando nisso, você está estudando pro concurso, não está?

Claro! O edital da Fundação está pra sair...

Você é doida? estava pensando no concurso da Anvisa! Aqui no DF as escolas públicas são terríveis. E mais, eles colocam os novatos na

periferia...tem um monte te marginalzinho lá. Estudar que é bom, nada... Já ouvi tantas historias de professores ameaçados, afastados por stresse, roubados no caminho da escola...tanta coisa ruim! Olha, você tem muito potencial. Se eu fosse você, aproveitaria o tempo que fico em casa pra estudar a matéria especifica, afinal português (que tão difícil) você já sabe! Você até dá aula de português... Esse salário pra nível médio tá tão bom!

Sabe o que é? Eu não tenho o perfil de servidora pública. Já ate pensei em trabalhar em banco ou tribunal. Por causa da estabilidade, cê sabe, né? Mas quando me imagino dentro de uma sala fechada, com um computador cheio de planilhas, aquele silencio do ar-condicionado...ai,ai... já morro de tristeza. Eu nasci pra ser professora.

Gosto de ir pra casa pensando nos meus alunos, estudar pra responder um questionamento que desconheço, ficar triste por causa de uma aula fracassada... gosto do barulho na sala dos professores...amo ensinar e aprender ao lado dos meus alunos...

Até fica bonito desse jeito. Mas prática e teria são bem diferentes.

Por acaso você já experimentou ser professora?

Ah, não. Não é pra mim...não mesmo.

Então você não acha que esta exagerando um pouquinho?

Calma, Laís. Não quero te ofender. Só quero abrir seus olhos. Ainda me lembro que quando estava no Ensino Médio e tinha que fazer minha escolha para o vestibular, a professora de física disse que temos que trabalhar com aquilo que nos dê oportunidade de aproveitar a vida...viajar, sair com amigos, ter tempo para si mesmo...Nunca esqueci aquilo. Por isso que estudei direito e passei no Ministério Público.

E você está feliz com sua decisão?

Claro. No inicio eu não gostava muito do curso, mas aprendi a valorizá-lo e agora amo o que faço. Além do salário ser ótimo.

Por que mesmo você decidiu seguir esse caminho?

Por causa do conselho da professora de física.

E você disse que esse professor fez o que?

Como?

Anteriormente, você disse que esse professor tinha aberto...

Ah, sim. Ele abriu meus olhos.

Qual era mesmo a profissão dele?

(silêncio)

É por isso que escolhi essa profissão. Sabe, em várias ocasiões, alguns professores (tive ótimos professores!) me ensinaram como expandir meu olhar. Fiquei tão maravilhada com aquilo que quis fazer o mesmo. E sabe o que é mais interessante? Meu olhar continua a se ser modificado por causa dos meus alunos. Vi, vivenciei e sonhei como nunca pensei ser possível. E sabe por quê?

To quase adivinhando.

Porque eu sou professora.

Mais que festa, hoje é dia de reflexão.

Há cinco anos trabalho como professora, mas apenas desde o último dia 12 de setembro posso afirmar, sem medo, que sou professora - isso porque (finalmente) consegui meu diploma em Letras pela UnB.

Desde a cerimônia de graduação, sinto minha barriga cheia e borboletas e meu coração disparado. Não tenho dúvidas de que escolhi o melhor e estou feliz com a decisão, mas quando olho para o cenário atual de educação no Brasil...

Escrevi essa pequena anedota pela necessidade de (re)afirmação da importância docente e vontade de celebrar (além de ser de retomar as atividades do blog).

Parabéns professores e colegas queridos!

A luta continua!

#diadosprofessores #saladeaula #pessoal

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram